Exposições
Comemorativas
dos 450 Anos
Rio Setecentista - Quando
o Rio Virou Capital
O Rio de Debret
Coleção Castro Maya
Kurt Klagsburn - Um
Fotógrafo Humanista no Rio
e Marcos Chaves Paisagens
não Vistas
Guinard e o Oriente - Entre
o Rio e Minas e As
Primeiras Cores do Rio
A Muito Leal e Heróica
Cidade de São Sebastião
do Rio de Janeiro
Outras Exposições

KURT KLAGSBRUNN - UM FOTÓGRAFO HUMANISTA NO RIO E

MARCOS CHAVES - PAISAGENS NÃO VISTAS



Kurt Klagsbrunn - Um Fotógrafo Humanista no Rio (1940-1960)

A Exposição

"O Museu de Arte do Rio - MAR, em seu programa comemorativo dos 450 Anos da Cidade apresentou a exposição: "Kurt Klagsbrunn, um fotógrafo humanista no Rio (1940-1960)", que reuniu trabalhos do artista austríaco realizados no Rio de Janeiro. A seleção de cerca de 200 fotografias sob a coordenação do casal Marta e Victor Hugo Klagsbrunn, sobrinho do fotógrafo, teve como objetivo mostrar um fotógrafo humanista, característica explicita na essência de seu trabalho no Rio de Janeiro, onde de forma amorosa enfoca a imagem de uma cidade com alma, com contradições, perversidade e encantos, diferenças e transformações, cruzamentos de classes e culturas. Kurt fazia fotos da alta sociedade até vizando a sua sobrevivência, mas não deixava de observar a vida difícil de pessoas comuns: a lata d'água, a falta de transporte, a moradia precária, considerou a cultura afro-carioca e fez uma crítica à sociedade brasileira lançando luz sobre o trabalho infantil com imagens que expõem a inocência das crianças em um país que não lhes dava educação e saúde.

Kurt Klagsburnn, de ascendência judaica, chegou à então capital brasileira como refugiado do nazismo, em 1939, aqui descobriu sua vocação para a fotografia. Logo se tornou um dos maiores intérpretes do Rio de Janeiro, construindo uma vasta obra de cerca de 100 mil registros feitos na cidade o que o situa ao lado de nomes como Augusto Malta e Marc Ferrez na documentação do Rio. Sempre acompanhado de sua câmera Rolleiflex e de uma curiosidade incessante, Kurt Klagsbrunn (1918-2005) retratou cenas corriqueiras, do cafezinho no balcão ao glamour das corridas no Jockey Club, e personagens que vão do engraxate e do vendedor ambulante a personalidades internacionais.

No dia da abertura, desta exposição, o Museu de Arte do Rio também abriu ao público a exposição: "Rio – Uma paixão francesa" e " Marcos Chaves - Paisagens não vistas", ambas celebrando os 450 anos da cidade por meio de distintas abordagens de sua história e de símbolos da carioquice".

Ilustração que abre a Exposição e apresentação do material fotográfico utilizado pelo fotógrafo.

O Fotógrafo

Autorretrato na balaustrada do Corcovado. Rio de Janeiro | c. 1940. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Autorretrato na Praia Vermelha. Rio de Janeiro | 1948. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
Autorretrato com câmera Rolleiflex.. Rio de Janeiro | c. 1940. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

A Cidade do Rio de Janeiro

Jangada na Baía de Guanabara. Rio de Janeiro | 1951. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Manifestação popular diante do Palácio do Catete, sede do Governo Federal, em apoio ao Presidente Dutra e ao cancelamento do registro
do Partido Comunista do Brasil
. Rio de Janeiro | 1947. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Estação D. Pedro II da Estrada de Ferro Central do Brasil. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão.
Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Bonde lotado. Rio de Janeiro | 1949. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Vista da Avenida Beira Mar. Rio de Janeiro | 1948. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Esta foto foi copiada do folheto da exposição. Fotógrafos no Maracanã, antes da partida entre Brasil e Uruguai. Rio de Janeiro | 1950. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Episódios Ligados à Segunda Guerra Mundial

Balé apresenta-se para os soldados no pátio do Ministério da Guerra. Rio de Janeiro | 1946. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Enfermeiras preparam-se para ir à guerra. Rio de Janeiro | 1943. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Recepção aos pracinhas brasileiros. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
Soldados preparam-se para ir ao front europeu. Rio de Janeiro | 1943. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Estudantes recolhem donativos em apoio à Força Expedicionária Brasileira. Rio de
Janeiro | 1944. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
O retrato de Getúlio Vargas ao lado dos líderes aliados Churchil, Roosevelt, Chang-Xai Shek e Stalin. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Tipos de Trabalho da Cidade

Homens trabalhando na linha férrea. Rio de Janeiro | 1957. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Homens trabalhando na construção civil. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Maquinista em barca. Rio de Janeiro | 1946. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col.
MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.


Vendedor de peixe em rua no bairro de Laranjeiras. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Engraxate na Cinelândia, ao fundo o Palácio Monroe. Rio de Janeiro |c. 1943. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Jardim de Alah. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Outros Temas

Comício pela Constituinte. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Gtúlio Vargas e autoridades em evento. Rio de Janeiro | 1951. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Luiz Gonzaga. Rio de Janeiro | 1952. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.

Escola de Samba. Rio de Janeiro | 1953. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Corso carnavalesco. Rio de Janeiro | 1949. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col.
MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
Lavadeiras no rio. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
Eleições Nacionais. Rio de Janeiro | 1945. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col.
MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.


Di Cavalcante, pintor com Marina Montini, sua musa. Rio de Janeiro | 1951. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn. Baile de Carnaval no Teatro Municipal, traje permitido: fantasia ou a rigor.. Rio de Janeiro | 1949. Pigmento mineral sobre papel de algodão. Col. MAR - Fundo Marta e Victor Klagsbrunn.
Retorna ao Início da Página



Marcos Chaves - Paisagens não Vistas

"O Museu de Arte do Rio - MAR, também apresentou nas homenagens aos 450 anos do Rio a exposição: Marcos Chaves - Paisagens não Vistas. A obra do artista pode ser considerada um paisagismo comtemporâneo, pela quantidade de obras voltadas à paisagens, mas não é paisagem tradicional com as do Renascimento de caráter contemplativo e nem as clássicas e românticas. Trata-se no caso de uma paisagem que evoca aspectos culturais e políticos que às vezes passam desapercebidos nas paisagens e espaços urbanos. Sua obra também enfatiza o espírito crítico do autor que atinge a comtemplação, a olhada turística e o poder público.

A exposição expõe um conjunto de trabalhos de 1990 até nossos dias com fotografis, vídeos e objetos, que mostram o caráter lúdico e político do artista que mostram valores desconcertantes nas cenas e coisas naturais do mundo".

As duas primeiras fotos acima são da abertura da exposição e do folheto de propaganda da mesma em homenagem ao Rio de Janeiro, as outras quatro são:
Pontos de Fuga, 2008. Fotografia em metacrilato. Coleção do artista.

Marcos Chaves. Mar Ave Ilha, 2011. Tríptico. Fotografia em metacrilato. Coleção do artista. Cortesia dsa Galeria Nara Roesler.

Obs:As três últimas fotos foram copiadas do folheto de propaganda da exposição.


Retorna à página O RIO DE JANEIRO EM SEUS 450 ANOS - 1565 A 2015
Retorna ao início da página