Botafogo Botafogo
Enseada de Botafogo
Botafogo
Seu Interior
Botafogo
Avenida Pasteur
Botafogo
Praia Vermelha
Botafogo
Bairro da Urca




História do Bairro - Botafogo

O primeiro nome da Praia e da Enseada de Botafogo foi Le Lac, denominação dada pelos franceses, depois passou a ter o nome de Francisco Velho que foi companheiro de Estácio de Sá, na Fundação da Cidade. Suas terras iam do Morro da Viúva ao da Babilônia e da Enseada à Lagoa. Em 1590, passou a chamar-se Botafogo, depois que Francisco Velho vendeu suas terras para João Souza Pereira, conhecido como "Botafogo" por ter sido chefe da artilharia do galeão portugues Botafogo. Em 1680 a história de Botafogo passou na estar ligada ao Padre Clemente de Matos, sua propriedade: a Chácara São Clemente dava frente para a praia e se estendia até a Lagoa.

Até o século XIX, o caminho para se chegar ao Bairro era de lanchas e de ônibus de tração animal. As lanchas atracavam em três locais, mas o mais importante era próximo à Rua São Clemente, nesta época a ligação entre a Praia e a Lagoa Rodrigo de Freitas era o Caminho da Lagoa, depois chamado de Rua Berquó, atualmente Rua General Polidoro e Copacabana se ligava ao ao Bairro pela atual Rua da Passagem. Com a chegada da Família Real em 1808, o bairro rural transformou-se em local preferido dos nobres e estrangeiros, principalmente ingleses e passou a ter inúmeras chácaras. Dona Carlota Joaquina, espôsa da D. João escolheu um terreno no Bairro para construir sua mansão, que ficava próximo da atual Rua Marquês de Abrantes.

Em 1846, foi estabelecida a ligação marítima entre Botafogo e o Cais Pharoux no Centro e em 1868 passou a ser ligado ao Centro pelos bondes puxados a burro da Companhia Jardim Botânico, o que fez com que o Bairro tivesse um grande desenvolvimento, com o crescimento da população e a abertura de novas ruas. A partir de 1851, passou a sediar regatas oficiais na Enseada patrocinadas pelo Marquês de Abrantes. No princípio do século XX, nele se instalaram os clubes de futebol: Botafogo e Fluminense e um Automóvel Clube. Os ricos e excêntricos já davam suas voltas motorizados.

A partir de 1900 , o Bairro passou a ser habitado por operários, biscateiros e artesãos, funcionários públicos e militares, comerciantes e profissionais liberais. Ao invés dos enormes casarões, as habitações coletivas começaram a prevalecer. A obra do escritor Aluísio Azevedo - O Cortiço - se passa justamente numa vila da Rua Assunção. A partir dos anos de 1930 começaram a surgir pequenos prédios, de no máximo quatro andares.

O crescimento de Copacabana e do Jardim Botânico provocaram uma verdadeira explosão no comércio e nos serviços de Botafogo. Enquanto estes Bairros nas décadas de 1940 e 1950 registravam taxas de crescimento de 74% e 59% respectivamente, Botafogo registrava apenas 8%, se tornando a partir daí uma mera ligação entre os diversos bairros da cidade.

O Bairro de Botafogo visto da Baía de Guanabara no navio MSC Ópera. A primeira quase ao anoitecer logo após a saída da Baía
mostrando os Bairros de Botafogo e Praia Vermelha entre o Morro da Urca e o Morro da Babilônia, tendo ao fundo o Morro do
Corcovado. A segunda, ao retornar de viagem, logo após a entrada da Baía ao amanhecer com a Pedra da Gávea ao fundo.

As duas fotos acima mostram o Bairro de Botafogo no contexto da região em que se insere: a Enseada de Botafogo envolvida pelos Morros do Pão de Açucar, da Urca e o Cara de Cão de um lado e do outro o Morro da Viúva, seguido de toda sua região interiorana que se estende até o Humaitá e a Lagoa Rodrigo de Freitas e até o limite de Copacabana, cercado pelo bordas do Parque Nacional da Tijuca e do lado oposto pelos Morros da Babilônia, São João e Saudade. No Bairro encontra-se o Morro de Santa Marta que pode ser visto nas fotos e na segunda pode se ver também o caminho que leva ao Mirante Santa Marta. As fotos foram tiradas do alto do Morro do Corcovado.
Vistas do Bairro de Botafogo e sua Enseada à noite todo iluminado, fotos tiradas do alto do Pão de Açúcar. Na primeira
pode se ver o Morro do Corcovado.

Continua na página BOTAFOGO - ENSEADA DE BOTAFOGO
 




Acesso ás Páginas da História do Rio de Janeiro
| A Descoberta | Os Franceses no Rio | Villegagnon - A França Antártica | São Sebastião do Rio de Janeiro - Uma Fundação em Etapas |
| O Rio no Final do Século XVI | O Século XVII | O Século XVIII | D. João VI no Rio | Os Impérios | A República |

Acesso ás Páginas de Encantos do Rio de Janeiro
| Baía de Guanabara | Barra da Tijuca | Botafogo | Catete | Centro | Cosme Velho | Copacabana | Del Castilho | Engenho de Dentro | Flamengo |
| Gávea | Glória | Ilha do Fundão - Cidade Universitária | Ilha do Governador | Ipanema | Jacarepaguá | Jardim Botânico |
| Lagoa Rodrigo de Freitas | Laranjeiras | Leblon | Leopoldina | Madureira | Região do Novo Porto do Rio | São Conrado | São Cristóvão | Tijuca |
| Jogos Pan-Americanos - RIO 2007 | O Rio de Janeiro nos seus 450 Anos - 1565 a 2015 | Jogos Olímpicos - RIO 2016 |