JOGOS OLÍMPICOS
RIO 2016
Os Jogos Olímpicos
no Rio de Janeiro
RIO 2016
Região do Maracanã
RIO 2016
Região da Barra da Tijuca
RIO 2016
Região de Copacabana
RIO 2016
Região de Deodoro

RIO 2016 - REGIÃO DA BARRA DA TIJUCA

ESGRIMA E TAEKWONDO



Esgrima

Um Breve Histórico do Esporte Esgrima

A Esgrima é a mais antiga arte marcial do Ocidente, desde a origem do Homem ele sempre se dedicou a inventar armas de madeira, de pedra e de metal que serviam para diversas funções como caçar ou combater. Pinturas egípcias e gregas e até na Bíblia pode se ver guerreiros empunhando Espadas. Na Índia foi criado um livro com princípios para o uso de armas. Na Grécia e em Roma a Esgrima já era praticada, inicialmente com o uso puramente guerreiro, mas com o passar dos tempos, as armas ganharam também um aspecto circense, sendo utilizadas por gladiadores com a finalidade de entreter o povo. Nas Arenas, os golpes ainda matavam por percussão, contudo, para tornar os combates mais rápidos, os gladiadores inventaram o golpe de ponta a cabeça. Após a decadência do Império Romano o cavalo e as Espadas passaram a dominar os combates. Face à atuação dos hunos, surgiram as armaduras, extinguindo os arqueiros e aumentando a importância das armas de percussão.

Na Idade Média era importante saber manejar uma arma, não somente para a guerra, mas também para duelos pessoais ou judiciais. Mas lutar desprotegido tinha muitas desvantagens, por isso foram criados coletes e calças de malha e armaduras. Estas proteções serviam para que os guerreiros não fossem mortos com tanta facilidade. Quando os árabes expandiram seus domínios eles dominaram a Península Ibérica e trouxeram consigo novas técnicas de forja e têmpera da lâmina, tornando as armas mais leves e fortes, modificando, assim, o uso delas nos combates. O avanço dos árabes na Europa foi impedido por Charles Martel, na Batalha de Poitiers, em 732 d.C. Após esta batalha, sucederam-se inúmeros combates entre cristãos e árabes, as lâminas se tornaram mais fortes e mais finas na extremidade, aumentando o uso da ponta. O golpe principal ainda era através de pancadas, mas o modo de combate começava a sofrer modificações.

Em 1096, tiveram início as Cruzadas, que criaram inúmeras lendas e mitos, como a do Rei Ricardo Coração de Leão e do Rei Saladino, que mostravam a diferença da Esgrima de força e armas pesadas de Ricardo contra a sutileza da Esgrima de Saladino. Neste período, os cavaleiros da Europa se adestravam em torneios conhecidos como Justas, usavam armadura e protetores e introduziram a lança de guerra para o combate, que era mais longa e alcançava os inimigos a uma distância maior.

Por volta de 1560, os exercícios entre cavaleiros eram bastante comuns, os senhores e seus súditos se envolviam em torneios que eram seguidos por tratamento aos feridos e grandes festas e banquetes, foi a fase das Justas e Torneios que acabou chegando ao fim após a morte de Henrique II, da França, perante sua própria corte. Este fato fez com que o Papa proibisse a realização de Justas. Depois disto dois outros fatores já estavam contribuindo para mudanças na Esgrima em combate: o surgimento das armas de fogo portáteis, que feriam os cavaleiros através das couraças, e as novas espadas, com lâminas mais resistentes e ponta fina, que cortavam e feriam mortalmente através da armadura. Foi a época do rapiére e do punhal em lutas muito mais velozes.

No século XVI, deu-se a descoberta da pólvora e o aperfeiçoamento das armas de fogo, consequentemente a Esgrima como combate caiu em desuso. Na França, surgiram as primeiras Escolas de Esgrima com o uso de luvas, de máscara, de punhais, de coletes para os mestres, bem como os Floretes, armas de treinamento mais leves e com golpes não letais. Com Luis XIV, a Esgrima francesa chegou ao ápice e surgiu a concepção atual de ataque, foi o tempo dos Mosqueteiros, mais famosos pelo uso de suas Espadas do que de seus Mosquetes. O Século XVIII deu início à Esgrima moderna, as lâminas ficaram mais curtas e as defesas mais eficazes com o surgimento dos duelos, a utilização da Espada passou a ser meio de vida ou morte, aumentando em muito a quantidade de treinamentos. Para evitar ferimentos nos olhos, durante os treinos, nasceram as convenções de Esgrima, que foram a origem das regras da atualidade.

O verdadeiro impulso da Esgrima foi dado no Século XVII quando surgiu o Florete e a máscara e desenvolveram-se estudos sobre os movimentos e as posições usadas na Esgrima. No século XVIII começaram a aparecer muitos Mestres de Armas e esgrimistas de alto nível. Com todos esses acontecimentos, a Esgrima perdeu sua característica bélica, ficando restrita ao caráter esportivo. Mas os duelos ainda persistiam e só foram extintos no início do século XIX. A ferida que antes determinava o vencedor, foi substituída pelo árbitro, tornando necessário o toque com bastante nitidez e clareza de movimentos.

Com isso, a Esgrima se tornou mais acadêmica, e a agilidade e a velocidade que antes eram os fatores primordiais para a sobrevivência, foram relegadas a um segundo plano, a nova Esgrima de desporto, passou a ser estática e sofisticada, com seus objetivos atuais: a educação física e mental de seus praticantes. Foi na Espanha que teve início o desenvolvimento do domínio do manejo e fabrico de novas armas para competições, passando seguidamente para a Itália, onde foram criados os primeiros tratados e estudos sobre Esgrima. Em 1891, a Esgrima foi levada para os Estados Unidos da América, como um desporto de competição, mas a grande consolidação do esporte se deu em 1896 quando a Esgrima foi incluída na primeira edição dos Jogos Olímpicos com as Modalidades de Florete e Sabre, a Espada seria incluída nos Jogos Olímpicos de Paris - 1900.

De forma reduzida pode-se dizer que ao longo do tempo a Esgrima passou por três períodos: Antigo – marcado por uma Esgrima de impacto, com espadas grandes e pesadas com o uso de armaduras como protecção; Moderno – marcado pelo desenvolvimento da técnica e pelos tratados escritos; Contemporâneo – marcado pela invenção da máscara, a entrada da Esgrima nos Jogos Olímpicos.

A partir de 1906, criaram-se as primeiras Federações Nacionais de Esgrima e em 1913 a Federação Internacional de Esgrima. A partir deste momento organizaram-se grandes competições e formou-se um Regulamento Iinternacional para todas as Provas. No mundo da Esgrima surgiram muitas evoluções, mas o que merece destaque é o desenvolvimento tecnológico do registro electrônico.

Nos Jogos Olímpicos de Berlim - 1936, surgiu o primeiro aparelho elétrico de Esgrima para a arma de Espada, eliminando a antiga votação dos juízes sobre a materialidade do toque e assim, a forma estática de se praticar Esgrima foi substituída por um modo dinâmico, com golpes velozes e fulminantes, sedimentados na grande preparação física. A Esgrima Feminina foi apresentada pela primeira vez com uma Prova de Florete em Paris - 1924. A Espada Feminina foi adicionada ao programa em Atlanta - 1996, oito anos antes da primeira competição Olímpica de Sabre Feminino.

A pista utilizada para a prática da Esgrima deve ter quatorze metros de comprimento, mais um metro e meio a dois metros de recuo, zonas que também podem ser utilizadas. A largura da pista é de um metro e meio a dois. A pista ideal é elevada do chão e usada com uma malha condutiva aterrada para o uso eletrônico. Se um esgrimista sair da pista lateralmente para fugir de um golpe, poderá retornar porém deverá andar 1m para trás. Se sair pelo fundo, será dado ponto para o adversário.

No Brasil, a Esgrima começou a ser praticado no Período Imperial, pois, enquanto o Brasil era colônia, além de não haver a presença de Mestre d’Armas no país, também não existia interesse dos colonizadores na prática do esporte. Devido ao interesse de Dom Pedro II, a Esgrima começou a surgir, principalmente com o uso do Sabre nos Corpos de Tropa. Em 1858, foi estabelecida a Esgrima para os Cursos de Infantaria e Cavalaria da Escola Militar de Realengo e foi criada uma Escola de Esgrima no Batalhão de Caçadores de São Paulo. No final do século XIX, já no Brasil República, surgiu um movimento em prol da Esgrima, na Escola Militar da Praia Vermelha, no Rio de Janeiro. Em 1906, por iniciativa do Coronel Pedro Dias de Campos, do Batalhão de Caçadores de São Paulo, foi criado o Curso de Formação em Ginástica e Esgrima, sob o comando do Capitão Balandie. Em 1909, foi criado um Curso de Esgrima na Escola de Educação Física da Força Pública de São Paulo.

Em 1922, foi criado o Centro Militar de Educação Física, na Vila Militar e um núcleo de Esgrima no Colégio Militar, ambos no Rio de Janeiro. Nesta época o Exército Brasileiro contratou os serviços do Mestre Gauthier, instrutor de Esgrima da Escola Joinville le Point, da França, para ministrar a Esgrima aos militares no Brasil. Em 1927, a Federação Paulista de Esgrima e a Federação Carioca de Esgrima se unem e criam a União Brasileira de Esgrima, com o apoio da Liga de Desportos do Exército e da Marinha, esta União se filiou à Federação Internacional de Esgrima e o Brasil participou dos Jogos Olímpicos de Berlim - 1936. Em 1937, foi criado, pelo Exército, o Curso de Mestre d’Armas, único do Brasil e que funciona até os dias de hoje, mantendo-se como o único do país. Depois da participação brasileira nos Jogos de Berlim, a Equipe de Esgrima não deixou de participar dos diversos eventos internacionais e de manter relações estreitas com a Escola de Educação Física do Exército, local onde atualmente é realizado o Curso de Mestre d’Armas.

A mais importante competição de Esgrima é o Campeonato Mundial de Esgrima, realizado todos os anos, exceto nos anos em que há Jogos Olímpicos. Em 2017 o evento ocorreu em Leipzig na Alemanha entre 19 e 26 de julho, a Equipe Italiana ficou em primeiro lugar no Quadro de Medalhas com quatro de Ouro, uma de Prata e uma de Bronze. O próximo Campeonato Mundial ocorrerá em Wuxi na China em 2018. Atualmente, as grandes potências mundiais da esgrima são: Itália, Coréia do Sul, França, Rússia e Hungria.



TIPOS DE ARMAS UTILIZADOS NAS COMPETIÇÕES DA ESGRIMA - FLORETE, ESPADA e SABRE
FLORETE

É a arma mais comum entre os esgrimistas por ser uma arma de lâmina mais flexível e mais leve do que a espada e que tem um toque mais delicado, além de usar somente o torso durante o jogo. Esta foi a única arma usada inicialmente pelas mulheres nas competições. É uma arma boa para o início da aprendizagem, exige postura, agilidade, equilíbrio e flexibilidade além de um agudo senso de tempo de reação que caracteriza todos os esgrimistas fascinados por este desporto. Mede 90cm com a lâmina e pesa 500 gramas. A arma inclui o copo - ou casoleta, em italiano e a pega que é a parte pela qual o esgrimista protege e segura a arma. Estas partes são menores do que na espada - que protege a mão toda e no sabre - que tem proteção adicional para o braço, o que facilita o manejamento ágil da arma. Há a pega italiana que é simples, como um punhal de faca e a pega francesa que é similar a uma pega de arpão. Superfície válida para o toque no florete: torso e uma parte da barbela da máscara com 1,5-2cm abaixo do pescoço.
ESPADA
Por ser uma arma que pode atingir o corpo todo do adversário, deve-se jogar numa posição mais vertical. Assim sendo, ela é uma arma boa parae sgrimistas mais altos, especialmente aqueles que tem tanta agilidade para se flexionar, como é necessário no Florete ou no Sabre. Isso não significa que os esgrimistas ágeis não possam usar a Espada. O esgrimista não deve se abaixar muito para não deixar o joelho muito à frente, tornando-o facilmente um alvo exposto. Possue a lâmina, mais dura de todas três armas, produz um toque forte e pontiagudo, principalmente quando tocado na máscara do oponente. Mede 90 centímetros com a lâmina e pesa 770 gramas. Superfície válida para o toque na espada: o corpo inteiro.
SABRE

É a arma de duelo mais violento e ágil, sua lâmina é a mais flexível das três armas. O atacante pode usar o Sabre como um chicote em que a lâmina é tão flexível que nem o bloqueio do defensor poderá atingir a parte frontal da lâmina do atacante, que se dobra por cima da lâmina do defensor. O Sabre exige muita rapidez e uma preparação física muito grande, pois o duelo é muito rápido, considerando que o toque pode ser feito não só com a ponta mas também com a lâmina. Em contraste aos toques violentos da lâmina, também é comum o esgrimista ser tocado, durante um combate sem sentir. Mede até 1,05 metros e pesa menos de 500 gramas. Superfície válida no sabre: tudo acima da cintura, exceto mãos e nuca.



A Esgrima nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 -

O esporte tem três Categorias: Espada, Florete e Sabre. Na Espada, o atleta pode atingir o corpo inteiro de seu adversário com a ponta da arma. No Florete, apenas o tronco e a parte frontal do pescoço podem ser atingidos. Já o Sabre permite golpes acima da cintura, incluindo a cabeça do esgrimista, com qualquer parte da lâmina. Um toque em qualquer área permitida do corpo do adversário equivale a um ponto, o vencedor é aquele que consegue maior número de pontos.

PARTICIPAÇÃO NA ESGRIMA
TORNEIOS MASCULINO E FEMININO
47 Países
246 Esgrimistas
10 Provas
30 Medalhas

Quando o toque é feito, um sensor ligado ao equipamento do esgrimista que realizou o ataque acende suas luzes e emite um som, e assim o ponto é marcado. Todos os esgrimistas devem usar máscara, calças compridas, jaqueta e luva na mão que segura a arma. A roupa é feita com um tecido resistente a perfurações. As mulheres devem usar também um protetor de tronco feito de material rígido, como metal ou plástico. Uma luta de Esgrima tem a duração de três assaltos, sendo que cada um tem a duração de três minutos.

Nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 a Esgrima foi realizada entre os dias 6 e 14 de agosto com 10 eventos com Medalhas: cinco Masculinos: Espada Individual; Florete Individual; Sabre Individual; Florete por Equipes e Espada por Equipe e cinco Femininos: Espada Individual; Florete Individual; Sabre Individual; Sabre por Equipe e Espada por Equipe. Todos disputados em sistema de eliminação direta. A Rússia conquistou 7 Medalhas nas Olimpíadas do RIO 2016: quatro de Ouro, uma de Prata e duas de Bronze.

O Brasil esteve representado por treze esgrimistas, sete homens e seis mulheres, participando de nove eventos. O melhor desempenho brasileiro coube a Nathalie Moellhausen que terminou na sexta posição na Espada Individual Feminina. O Brasil não possui Medalhas Olímpicas na Esgrima. A Arena Carioca 3 foi o Palco dos Jogos de Esgrima nos Jogos Olímpicos - RIO 2016.



EQUIPE DO BRASIL NA ESGRIMA
EQUIPE MASCULINA
MODALIDADE ESGRIMISTA
Espada Individual e Equipe Athos Schwantes
Espada Individual e Equipe Guilherme Melaragno
Espada Individual e Equipe Nicolas Ferreira
Florete Individual e Equipe Ghislain Perrier
Florete Individual e Equipe Guilherme Toldo
Florete Individual e Equipe Henrique Marques
Sabre Individual Renzo Agresta
EQUIPE FEMININA
MODALIDADE ESGRIMISTA
Espada Individual e Equipe Nathalie Moellhausen
Espada Individual e Equipe Rayssa Costa
Espada Individual e Equipe Amanda Simeão
Florete Individual Tais Rochel
Florete Individual Ana Beatriz Bulcão
Sabre Individual Marta Baeza Centurion


PREMIAÇÃO DA ESGRIMA
TORNEIO MASCULINO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
Espada Individual 9 ago Sangyoung Park - KOR Geza Imre - HUN Ganthier Grumier - FRA
Florete Individual 7 ago Daniele Garozzo - ITA Massialia Alexander - USA Safin Timur - RUS
Sabre Individual 10 ago Aron Szilagyi - HUN Daryl Homer - USA Junghwan Kim - KOR
Florete por Equipes 12 ago RÚSSIA FRANÇA ESTADOS UNIDOS
Espada por Equipes 14 ago HUNGRIA ITÁLIA FRANÇA
TORNEIO FEMININO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
Espada Individual 6 ago Emese Szasz - HUN Roselda Fiamingo - ITA Yiwen Sun - CHN
Florete Individual 10 ago Inna Dariglazova - RUS Elisa di Francisca - ITA Ines Boubakri - TUN
Sabre Individual 8 ago Yana Egorian - RUS Sofya Velikana - RUS Olga Kharlan- UKR
Sabre por Equipes 13 ago RÚSSIA UCRÂNIA ESTADO UNIDOS
Espada por Equipes 11ago ROMÊNIA CHINA RÚSSIA


Eventos da Esgrima

A primeira figura mostra toda a indumentária necessária para se participar em uma competição de Esgrima: 1 - Jaqueta; 2 - Luvas; 3 - Fios Metálicos; 4 - Armas;
5 - Calça; 6 - Máscara e 7 - Plastem. A segunda mostra a simulação de uma competição. As duas fotos foram obtidas na Internet no site da Wikipédia.
Retorna ao Início da Página



Taekwondo

Um Breve Histórico do Esporte Taekwondo

O Taekwondo ou Tae kwon do é uma arte marcial que foi criada, pelo general sul-coreano Choi Hong Hi, em 11 de abril de 1955, sendo uma luta bem jovem, ela chegou ao Brasil em 1970, através do mestre Sang Min Cho. Em coreano a palavra taekwondo possui o seguinte significado: "caminho dos pés e das mãos através da mente".

O processo para uma Modalidade esportiva ingressar nas Olimpíadas pode demorar décadas, é longo, difícil e cheio de burocracias. A questão de unificação das federações é um dos principais pontos levados em consideração pelo Comitê Olímpico Internacional - COI, a existência de esportes na mesma categoria também dificulta a entrada nos Jogos e o Taekwondo é um exemplo, porque pode ser cortado caso o Karatê entre na lista. Em 1974 a Federação amadora de Taekwondo foi criada, dando o primeiro passo para Oficialização Olímpica. Mas apenas em 1980, os dirigentes do esporte ao redor do mundo unificaram suas federações e receberam a Certificação Internacional. Ainda assim demorou outros 8 anos para a primeira demonstração.

Nas Olimpíadas de Seul - 1988 e em Barcelona - 1992, o Taekwondo tornou-se um Esporte Olímpico de exibição, quando o esporte se apresenta como demonstração mas não pode competir por Medalhas. Nos Jogos Olímpicos de Sydney - 2000, tornou-se um Esporte Olímpico Oficial. Apesar de ser uma luta, possui, assim como quase todas as artes marciais, uma filosofia que consiste na valorização da perseverança, integridade, auto-controle, cortesia, respeito e lealdade. Os praticantes deste esporte devem utilizar equipamentos de proteção com o objetivo de não sofrer ferimentos em função dos golpes. Os equipamentos de proteção servem para proteger a cabeça, o tórax, a região genital e as pernas. A vestimenta usada, geralmente na cor branca, chama-se dobok.

Assim com em quase todas as artes marciais, o Taekwondo possui graus que vão mudando de acordo com o estágio técnico do lutador. Estes graus correspondem aos "geups" e "dans". Cada "geup" corresponde a uma faixa colorida que é amarrada na cintura. Uma luta de Taekwondo entre faixas-preta ocorre em 3 rounds de 3 minutos cada. Já para os praticantes de faixas coloridas, a luta pode durar de 2 a 3 rounds, também de 3 minutos cada. O lutador deve atingir o adversário com chutes e socos, sempre visando tronco e a cabeça, cada golpe pode valer entre um e quatro pontos, e quem marcar maior número de pontos vence o duelo.

Não é permitido agarrar, socar o rosto, atingir abaixo da linha de cintura ou empurrar o adversário, estas práticas fazem o lutador perder pontos. O lutador que conseguir provocar um nocaute, a queda do adversário sem que ele apresente condições de continuar a luta, é o vencedor. Se esta situação não ocorrer até o final da luta, vence quem obtiver o maior número de pontos, que são conquistados através dos golpes. O golpe que corresponde ao chute na cabeça só é permitido para as lutas em que os dois praticantes são faixa-preta. O Taekwondo é disputado em um torneio simples de eliminação para a Medalha de Ouro, o atleta só pode ser campeão invicto. O Torneio pela segunda Medalha de Bronze reúne os perdedores da Semifinal em uma Repescagem.

Os últimos Campeonatos Mundiais de Taekwondo aconteceram: em maio de 2015, na cidade de Chelyabinsk na Rússia com a Equipe da Coréia do Sul obtendo o primeiro lugar no Quadro de Medalhas com quatro de Ouro e uma de Bronze e em 2017, na cidade de Muju na Coréia do Sul. No Taekwondo se utiliza uma roupa específica, com sensores especiais que auxiliam a arbitragem. O Brasil antes de 2016 tinha apenas uma Medalha Olímpica no esporte: o Bronze de Natália Falavigna, conquistado nos Jogos Olímpicos de Pequim - 2008.

Os países asiáticos dominam a prática do esporte, sendo que a Coréia do Sul lidera o ranking de Medalhas com catorze no total: dez de Ouro, duas de Prata e duas de Bronze, em seguida estão a China, com oito pódios e cinco Ouros e os Estados Unidos e Taipei também com oito Medalhas no total, mas com menor número de Medalhas de Ouro, duas para cada nação. Os atletas recordistas em Medalhas no Taekwondo das Olimpíadas são: Hadi Saeibonehkohal, do Irã, e Steven Lopez, dos Estados Unidos, com três Medalhas cada um, sendo duas de Ouro e uma de Bronze. Na Categoria Feminina, as chinesas Zhong Chen e Jingyu Wu são Bicampeãs Olímpicas, com duas Medalhas de Ouro cada uma.



O Taekwondo nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 -

As Lutas do Taekwondo foram disputadas no RIO 2016 em três rounds de dois minutos cada, com cada golpe no adversário valendo de um a quatro pontos. Em caso de empate ao fim dos três primeiros rounds, é disputado o golden point, um quarto round no qual quem marca o primeiro ponto vence a Luta. Se ninguém pontua no quarto round,os árbitros determinam o vencedor.

PARTICIPAÇÃO NO TAEKWONDO
TORNEIOS MASCULINO E FEMININO
63 Países
128 Atletas
8 Provas
32 Medalhas

Nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 o Taekwondo foi disputado entre os dias 17 e 20 de agosto em oito Modalidades, quatro Masculinas: Até 58 kg; Até 68 kg; Até 80 kg e Acima dos 80kg e quatro Femininas: Até 49kg; Até 57kg; Até 67 kg e Acima dos 67 kg.

Em Londres - 2012, as oito Medalhas de Ouro disputadas foram distribuídas a atletas de oito países e três continentes diferentes, somente uma delas foi para a República da Coréia do Sul. No RIO 2016, a Coréia do Sul conquistou cinco Medalhas: duas de Ouro e três de Bronze.

O Brasil foi representado por quatro participantes: Maicon Siqueira - Até 80kg e mais três representantes que pela primeira vez participavam do evento: Venilton Teixeira - Até 58kg, Iris Sing - Até 49kg e Julia Vasconcelos - Até 57kg participando de quatro eventos. O melhor desempenho brasileiro coube a Maicon Siqueira, que conquistou a Medalha de Bronze na Categoria 80 kg Masculina. Foi a segunda Medalha Olímpica Brasileira no Taekwondo, a primeira foi de Bronze conquistada em Pequim - 2008 por Natália Falavigna na Modalidade Peso Médio (-67kg) Feminino. Uma bonita vitória brasileira de Maicon.

A Arena Carioca 3 foi o palco dos Jogos de Taekwondo nos Jogos Olímpicos - RIO 2016.



PREMIAÇÃO DA TAEKWONDO
TORNEIO MASCULINO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
Até 58 kg 17 ago Shurai Zhao - CHN Tawin Hamprab - THA Luisito Pic - DOM / Tachum Kim - KOR
Até 68 kg 18 ago Ahmad Abughaush - JOR Alexey Denisenko - RUS Joel Gonzales Bonilla - ESP / Lee Daehoon - KOR
Até 80 kg 19 ago Cheick Sallad Cisse Junior - CIV Lutalo Muhammad - GBR Oussama Oueslati - TUN / Milad Beigi
Harchegani - AZE
Acima dos 80kg 20 ago Radik Isaev - AZE Abdoulrazak Issoufou Alfaga - NIG Maicon Siqueira - BRA / Dongmin Cha - KOR
TORNEIO FEMININO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
Até 49 kg 17 ago Sohui Kim - KOR Tijana Bolgdanovic - SRB Patimat Abakarova - AZE / Panipak
Wongpattanakit - THA
Até 57 kg 18 ago Jade Jones - GBR Eva Calvo Gomes - ESP Hedaya Wahba - EGY / Kimia Alizadeh
Zenoorin - IRI
Até 67 kg 19 ago Hyeri Oh - KOR Haby Niare - FRA Ruth Marie Christelle Gbagbi - CIV /
Nur Tatar - TUR
Acima dos 67 kg 20 ago Shuyin Zheng - CHN Maria Del Rosario Espinoza Espinoza - MEX Bianca Walkden - GBR / Jackie Galloway - USA


Eventos do Taekwondo

Os dois conjuntos acima mostram as lutas Acima de 80 kg Masculino pelas Oitavas de Finais realizados em 20 de agosto: o primeiro entre Maicon Siqueira - BRA
e Stephen Lambdin - USA, que foi ganho pelo brasileiro por 9x7 e o segundo entre Rafael Castillo - CUB e Yassine Trabelsi - TUN, que foi ganho pelo cubano por 13x4.
Maicom Siqueira acabou o Torneio com uma das Medalhas de Bronze de sua Categoria.

O primeiro conjunto acima mostra a luta Acima de 80 kg Masculina pelas Oitavas de Final realizada em 20 de agosto entre Mahana Cho - GBR e Anthony Mylann Obame -
GAB, que foi ganho pelo britânico por 12x6. O segundo mostra o jogo Acima de 67 kg Feminino realizado em 20 de agosto entre Maria Del Rosário Espinoza Espinoza - MEX
e Kristie Elaine Alora - PHI que foi ganho pelo mexicana por 4x1. Maria del Rosario Espinoza Espinoza acabou o Torneio com a Medalha de Prata de sua Categoria.

O primeiro conjunto acima mostra a luta Acima de 67 kg Feminino pelas Oitavas de Final realizada em 20 de agosto entre Cristal Brittany Weekes - PUR e Jackie
Galloway - USA ganho pela americana por 5x0. Jackie Galloway terminou o Torneio com uma das Medalhas de Bronze de sua categoria. A foto em sequência mostra o
interior da Arena Carioca 3, Palco do Taekwondo e também da Esgrima.


RIO 2016 - REGIÃO DA BARRA DA TIJUCA Basquetebol e Handebol Judô e Lutas Olímpicas Esgrima e Taekwando Ginástica Artística Ginástica Rítmica
Ginástica de Trampolim
Natação
Nado Sincronizado Polo Aquático
Saltos Ornamentais
Ciclismo de Pista
Tênis e Golfe
Levantamento
de Peso e Boxe
Tênis de Mesa
Badmington
Atletismo - Marcha Atlética
Ciclismo de Estrada



Retorna à página JOGOS OLÍMPICOS - RIO 2016
Retorna ao início da página