JOGOS OLÍMPICOS
RIO 2016
Os Jogos Olímpicos
no Rio de Janeiro
RIO 2016
Região do Maracanã
RIO 2016
Região da Barra da Tijuca
RIO 2016
Região de Copacabana
RIO 2016
Região de Deodoro

RIO 2016 - REGIÃO DA BARRA DA TIJUCA

NATAÇÃO



Um Breve Histórico do Esporte Natação

A história da Natação remonta tempos muito remotos, porque é uma ncessidade imprescindível à sobrevivência do homem, seja na busca por alimentos ou na fuga de um perigo em terra e até mesmo para a sua evolução. Os povos da Antiguidade eram grandes nadadores, em registros do Antigo Egito, de 3000 a.C., mostram que os filhos dos nobres aprendiam a nadar desde cedo. Na Grécia, a prática da Natação tinha importância devido ao desenvolvimento harmonioso do corpo, algo muito valorizado pela sociedade grega. Foi na Civilização Grega, que surgiram as primeiras disputas de Natação: os Jogos Ístmicos, disputados em homenagem ao deus Poseidon e a nos Jogos Olímpicos da Antiguidade, nos quais a Natação fez parte desde seu início. Já na Civilização Romana, a Modalidade foi base da preparação militar dos soldados do Império.

Após um período de decadência na Idade Média, devido à crença de que sua prática seria responsável pela disseminação de doenças, a história da Natação voltou a ter ascensão durante o Renascimento, e a prática de construir piscinas públicas resurgiu na Europa, especialmente em Paris, durante o reinadode Luís XIV. Mas o esporte competitivo teve início na Inglaterra, na primeira metade do Século XIX, quando os ingleses etabeleceram as primeiras regras para a prática do esporte. Em 1837 foram disputadas as primeiras Provas da Modalidade Esportiva, na cidade de Londres e a prática do esporte não mais parou de se consolidar. A Natação esteve presente desde a primeira edição dos Jogos Olímpicos Modernos, em 1894. No Brasil, a Natação foi introduzida em 1897, com a fundação da União de Regatas Fluminense, na cidade do Rio de Janeiro e a primeira competição de Natação aconteceu em 1898, os atletas nadaram uma distância de 1500 metros entre a Fortaleza de Villegaignon e a Praia de Santa Luzia, no Rio de Janeiro.

Um dos primeiros registros da Natação data de 1696, quando o francês M. Thevenal descreveu uma maneira singular de nadar, semelhante ao Nado de Peito praticado atualmente, que consistia em movimentos de pernas e braços parecidos com os de uma rã. O Nado de Costas teve sua primeira forma criada em 1794, pelo italiano Bernardi que sugeriu um movimento com os dois braços sendo jogados para trás simulaneamente, que, a partir de 1912, foi aperfeiçoado, tornando-se bem parecido com o Nado de Costas praticado atualmente. Em 1873, o inglês John Trudgen desenvolveu uma nova técnica, que consistia em rotações laterais do corpo, tendo a movimentação dos dois braços sobre a água como principal fonte de deslocamento, esta técnica depois foi aprimorada pelo australiano Richard Cavill e posteriormente tranformou-se no Nado Crowl ou Livre. Já o Nado Borboleta surgiu através do Nado de Peito, com algumas modificações, realizadas por um nadador húngaro por volta de 1948.

Assim evando em consideração o posicionamento do tórax e o movimento de pernas e braços, foram definidos quatro estilos de Natação que vigoram até nosso dias: Crowl ou Nado Livre, Borboleta, Peito e Costas. Nas competições de Nado Medley, os nadadores devem nadar os quatro estilos na seguinte ordem: Borboleta, Costas, Peito e Crowl.

Uma piscina oficial para a prática da Natação deve medir 30 metros de comprimento por 22,5 centímetros de largura, em profundidade, a piscina deve ter 1,35 metros ou mais. Nas competições, a temperatura da água deve estar entre 25° e 28° C. A piscina deve ter oito raias, cada uma ocupada por apenas um nadador, tendo 2,5 metros de largura. A Natação pode ser considerada um dos esportes mais saudáveis, pois trabalha com diversos grupos musculares e articulações do corpo. Há também o benefício desta prática desenvolver o sistema cardíaco e respiratório. As competições internacionais de Natação são organizadas pela Federation Internationale de Natation - FINA, criada em 1908 e que regulamenta todos os esportes aquáticos, como: o Nado Sincronizado, o Polo Aquático e os Saltos Ornamentais. No Brasil, quem organiza as competições oficiais é a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos - CBDA.

Em uma Olimpíada, a Natação é um dos esportes nobres e nadadores de todas as partes do planeta superaram seus limites nas raias de uma das maior de todas as competições. A Natação brasileira tem trilhado um longo caminho nas águas turbulentas da elite internacional, mas tem conseguido alguns sucessos ao longo dos anos. Em Antuérpia - 1920, a equipe verde e amarela fez sua estréia em uma Olimpíada e foram necessários mais de 32 anos para que o primeiro nadador subisse ao pódio. Na Olimpíada de Helsinki - 1952, Tetsuo Okamoto ganhou a Medalha de Bronze nos 1.500m Nado Livre, o segundo brasileiro a conquistar uma Medalha Olímpica na piscina foi Manoel dos Santos Júnior, Medalha de Bronze nos 100m Livre dos Jogos de Roma - 1960. Vinte anos depois, em 1980, nos Jogos Olímpicos de Moscou, chegou a vez de Djan Madruga, Jorge Fernandes, Cyro Delgado e Marcus Mattioli, os quatro fizeram o Revezamento 4×200 m Livre e ganharam a terceira Medalha de Bronze para a Natação do Brasil em Olimpíadas.

A Prata chegou nos Jogos de Los Angeles - 1984, com Ricardo Prado, que entrou para a história do esporte nacional ao conquistar o segundo lugar nos 400m Medley. Gustavo Borges se consagrou por ser o primeiro nadador brasileiro a conquistar três Medalhas em Olimpíadas: Prata nos 200m Livre em Barcelona - 1992; Prata nos 200m Livre em Atlanta - 1996, além de um Bronze, nos 100m Livre. Além de Gustavo Borges, a Olimpíada de Atlanta fez outro medalhista brasileiro, Fernando Scherer, que conquistou Bronze nos 50m Livre.

Nos Jogos Olímpicos as Competições Femininas tiveram início em Estocolmo - 1912, o primeiro destaque brasileiro na Modalidade surgiu em 1932, com a participação da carioca Maria Lenk de 17 anos que foi a primeira mulher sul-americana a participar de uma Olímpíada. Ela nadou nos Jogos de Los Angeles - 1932, nos Estados Unidos. Em 1939, durante a preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, Lenk quebrou os recordes mundiais dos 200m Peito e 400m Peito. A competição, que aconteceria em 1940, acabou suspensa em razão da Segunda Guerra Mundial e segundo a ex-nadadora, esta teria sido a maior frustração de sua vida. Maria Lenk foi homenageada pelo seu feito dando seu nome ao Centro Aquático Maria Lenk do Centro Olímpico do Rio que foi Palco de Esportes Aquáticos nos Jogos Pan-americanos de 2007 e também dos Jogos Olímpicos - RIO 2016 e que é o principal Centro Olímpico de Treinamento - COT da cidade, funcionando como um centro de excelência em todos os Desportos Aquáticos, além de ser utilizado em competições regionais e internacionais.

Na década de 1990 recordes mundiais e sul-americanos foram sendo quebrados por: Gustavo Borges, Fernando Scherer, Rogério Romero, Daniela Lavagnino, Adriana Pereira, Patrícia Amorim. Mas apesar da tradição da Modalidade no país, o Ouro nas Olimpíadas nunca havia acontecido até Pequim -2008, quando o nadador brasileiro Cesar Cielo entrou para a história ao conquistar a primeira Medalha de Ouro da Natação Brasileira, além de quebrar o Recorde Olímpico vencendo a Prova em 21s30 e justamente a Prova mais rápida da Natação, os 50m Livre. O Recorde Mundial nos 50m Livres também foi de Cesar Cielo: 20s91, batido em São Paulo no ano de 2009.

Apesar da Natação Brasileira possuir 12 Medalhas Olímpidas, e ter mostrado ao longo dos tempos bons nadadores competindo tanto nos Torneios Masculino como Feminino, o Brasil não possuía nenhuma Medalha nas Competições de Natação Feminina, ganhou sua primeira Medalha de Bronze no RIO 2016 com Poliana Okimoto na Modalidade Maratona Aquática.

Entre 14 e 30 de julho de 2017, ocorreu a 17a edição do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste na Hungria. O país que obteve mais Medalhas de Ouro foram os Estados Unidos com vinte e uma Medalhas. Nesta competição, o Brasil conquistou oito Medalhas - duas de Ouro, quatro de Prata e duas de Bronze, ficando em 10o lugar na classificação.



MEDALHISTAS BRASILEIROS NA NATAÇÃO OLÍMPICA
N ADADOR / NADADORA MEDALHA MODALIDADE OLIMPÍADA NADADOR / NADADORA MEDALHA MODALIDADE OLIMPÍADA
Tetsuo Okamoto Bronze 1.500m Livre Helsinque - 1952 Manuel dos Santos Júnior Bronze 100m Livre Roma - 1960
Cyro Delgado / Djan Madruga / Jorge Fernandes / Marcus Mattioli Bronze Revezamento 4x200m Livre Moscou - 1980 Ricardo Prado Prata 400m Medley Los Angeles - 1984
Gustavo Borges Prata 200m Livre Barcelona - 1992 Gustavo Borges Prata 200m Livre Atlanta - 1996
Gustavo Borges Bronze 100m Livre Atlenta - 1996 Fernando Scherer Bronze 50m Livre Atlanta - 1996
Gustavo Borges / Fernando Scherer / Carlos Jayme / Edvaldo Valério Bronze Revezamento 4x100m Livre Sidney - 2000 César Cielo Ouro

50m Livre

Pequim - 2008
César Cielo Bronze 100m Livre Pequim - 2008 Thiago Pereira Prata 400m Medley Londres - 2012
César Cielo Bronze 50m Livre Londres - 2012 Poliana Okimoto Bronze Maratona Aquática RIO - 2016


A Natação nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 -

Entre 6 e 13 de agosto de 2016, foram realizadas as competições de Natação dos Jogos Olímpicos - RIO 2016, com a disputa de trinta e duas provas. O grande destaque foi o nadador norte-americano Michael Phelps, que conquistou seis Medalhas - cinco de Ouro e uma de Prata.

Os Estados Unidos conquistaram trinta e uma Medalhas - dezeseis de Ouro, nove de Prata e seis de Bronze. A nadadora norte-americana Katie Ledecky também teve uma excepcional participação, pois ganhou cinco Medalhas - quatro de Ouro e uma de Prata. Nas Modalidades de Revezamento os Estados Unidos conquistou cinco Medalhas de Ouro e uma de Prata, só não ficou com o Ouro do Revezamento 4x100m Nado Livre Feminino conquistado pela Austrália.

PARTICIPAÇÃO NA NATAÇÃO
TORNEIOS MASCULINO E FEMININO
173 Países
899 Nadadores
32 Provas
96 Medalhas

Michael Phelps se manteve como o atleta com maior número de Medalhas Olímpicas da História. Em quatro Olimpíadas disputadas foram vinte e oito Medalhas conquistadas, sendo vinte e três de Ouro, três de Prata e duas de Bronze. Além dele como os maiores nomes da Natação em todos os tempos, destacam-se: Duke Kahanamoku - USA, vencedor dos 100m, Nado Livre, nos Jogos de Estocolmo - 1912 e Antuérpia - 1920 e Johnny Weissmuller - USA vencedor em Paris - 1924 e agora a história da Natação ganha o nome de Michael Phelps que se despediu dos Jogos Olímpicos no RIO 2016.

Atualmente, a Natação é um dos esportes que mais distribuem Medalhas, com 32 Provas - 16 Masculinas e 16 Femininas, nos Nados Borboleta, Costas, Peito e Livre. As Competições são divididas em Eliminatórias, Semifinais com os dezeseis melhores da Prova e Finais com os oito melhores das Semifinais. Além das Provas Individuais para cada Estilo, ainda há o três Revezamento, disputado por equipes de quatro nadadores, com cada integrante do time cumprindo parte da prova, e o Medley, por Equipes ou Individual que reúne os quatro Estilos da Natação na mesma Prova.

O Palco da Natação no RIO 2016 foi o Centro Olímpico Aquático uma Arena Temporária para ser desmontada após os Jogos. Portanto o Palco da Natação no Rio continuará a ser o Centro Aquático Maria Lenk também localizado no Centro Olímpico do Rio - COR.

Os resultados obtidos pelos nadadores brasileiros nos Jogos Olímpicos - RIO 2016 foram piores do que em Londres - 2012, pois não conquistaram nenhuma Medalha. Em Londres - 2012, o Brasil ganhou duas Medalhas - uma de Prata com Thiago Pereira, nos 400m Medley, e uma de Bronze com Cesar Cielo, nos 50m Livre. O Brasil esteve representado por trinta e três nadadores, vinte e dois homens e onze mulheres, participando de vinte e sete Eventos. Os melhores desempenhos ficaram com: João Gomes Júnior, que terminou na quinta posição, na Prova de 100m Peito Masculino; Felipe França, que obteve a sétima colocação na Prova de 100m Peito Masculino e as Equipes do Revezamento 4x100m Livre Masculino que ficou na quinta posição e do Revezamento 4x100m Medley Masculino que ficou na sexta posição.


MODALIDADES DE PROVAS DA NATAÇÃO
50 metros Livre M/F 100 metros Costas M/F 200 metros Medley M/F
100 metros Livre M/F 200 metros Costas M/F 400 metros Medley M/F
200 metros Livre M/F 100 metros Peito M/F Revezamento 4x100 metros Livre M/F
400 metros Livre M/F 200 metros PeitoM/F Revezamento 4x200 metros Livre M/F
800 metros Livre F 100 metros Borboleta M/F Revezamento 4x100 metros Medley M/F
1.500 metros Livre M 200 metros Borboleta M/F  



EQUIPE DO BRASIL NA NATAÇÃO
EQUIPE MASCULINA EQUIPE FEMININA
MODALIDADE NADADOR MODALIDADE NADADOR MODALIDADE NADADORA
50 metros Livre Bruno Fratus 100m Peito e Revezamento
4x100m Medley
Felipe França 50 e 100m Livre, 100m Costas
e Revezamento 4x100m Livre
Etiene Medeiros
50 metros Livre Italo Duarte 200 metros Peito Tales Cerdeira 50 metros Livres Graciele Hermann
100m Livre, Revezamento 4x100m
Livre e 4x100m Medley
Marcelo Chierighini 200 metros Peito Thiago Simon 100e 200m Livre e
Revezamento 4x10m e 4x200 m
Livre e 4x100m Medley
Larissa Oliveira
100m e 200m Livre, Revezamento
4x100m e 4x200m Livre
Nicolas Nilo 100m Borboleta e Revezamento
4x100m Medley
Henrique Martins 200m Livre, Revezamento 4x100
m e 4x200m Livre
Manuella Lyrio
200m Livre e Revezamento
4x100 m e 4x200m Livre
João de Lucca 100 metros Borboleta Marcos Macedo 100 metros Borboleta Daiane Marçal
400m Livre e Revezamento
4x200m Livre
Luiz Altamir 200 metros Borboleta Kaio Márcio 100m Borboleta e Revezamento
4x100m Livre e 4x100m Medley
Daynara de Paula
1.500m Livre e 400m Medley Brandonn Almeida 200 metros Medley Thiago Pereira 200m Borboleta, 200 e 400m
Medley
Joanna Maranhão
1.500 metros Livre Miguel Valente 200 metros Medley Henrique Rodrigues Revezamento 4x200m Livre Jéssica Cavalheiro
100m Costas e Revezamento
4x100m Medley
Guilherme Guido Revezamento 4x100m Livre Gabriel Santos Revezamento 4x200m Livre Gabrielle Roncatto
200m Costas e 200m Borboleta Leonardo de Deus Revezamento 4x100m Livre Matheus Santana Revezamento 4x100m Medley Natalia Luccas
100m Peito e Revezamento
4x100m Medley
João Gomes Júnior Revezamento 4x200m Livre André Pereira Revezamento 4x100m Medley Jhennifer Conceição


PREMIAÇÃO DA NATAÇÃO
TORNEIO MASCULINO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
400 metros Medley 6 ago Kôsuke Hagino - JPN Chase Kalisz - USA Daiya Seto - JAP
400 metros Livre 6 ago Mack Horton - AUS Sun Yang - CHN Gabriele Detti - ITA
100 metros Peito 7 ago Adam Peaty - GBR Cameron Van Der Burgh - RSA Cody Miller - USA
Revezamento 4x100 m Livre 7 ago ESTADOS UNIDOS FRANÇA AUSTRÁLIA
100 metros Costas 8 ago Ryan Murphy - USA Jiayu Xu - CHN David Plummer - USA
200 metros Livre 8 ago Sun Yang - CHN Chad le Clos - RSA Conor Dwyer - USA
200 metros Borboleta 9 ago Michael Phelps - USA Massato Sakai - JPN Tamás Kenderesi - HUN
Revezamento 4x200 m Livre 9 ago ESTADOS UNIDOS GRÃ-BRETANHA JAPÃO
200 metros Peito 10 ago Dimitry Balandin - KAZ Josh Prenot - USA Anton Chupkov - RUS
100 metros Livre 10 ago Kyle Chalmers - AUS Pieter Timmers - BEL Nathan Adrian - USA
200 metros Costas 11 ago Ryan Murphy - USA Mitch Larkin - AUS Evgeny Rylov - RUS
200 metros Medley 11 ago Michael Phelps - USA Kösuke Hagino - JPN Wang Shun - CHN
50 metros Livre 12 ago Anthony Ervin - USA Florent Manaudou - FRA Nathan Adrien - USA
100 metros Borboleta 12 ago Joseph Schooling - SIN Michael Plelps - USA / Chad le Clos - RSA / László
Cseh - HUN
1.500 metros Livre 13 ago Gregorio Patriniere - ITA Connor Jaeger - USA Gabrielli Detti - ITA
Revezamento 4x100 m Medley 13 ago ESTADOS UNIDOS GRÃ-BRETANHA AUSTRÁLIA


PREMIAÇÃO DA NATAÇÃO
TORNEIO FEMININO
MODALIDADES DIA OURO PRATA BRONZE
400 metros Medley 6 ago Katinka Hosszú - HUN Madeline Dirado - USA Mireia Belmonte Garcia
ESP

Revezamento 4x100 m Livre

6 ago AUSTRÁLIA ESTADOS UNIDOS CANADÁ
400 metros Livre 7 ago Katie Ledecky - USA Jazmin Carlin - GBR Leah Smith - USA
100 metros Borboleta 7 ago Sarah Sjoström - SWE Penny Oleksiak - CAN Dana Vollmer - USA
100 metros Costas 8 ago Katinka Hosszú - HUN Kathleen Baker - USA Kylie Masse - CAN
100 metros Peito 8 ago Lilly King - USA Yuliya Efimova - RUS Katie Meili - USA
200 metros Livre 9 ago Katie Ledecky - USA Sarah Sjoström - SWE Emma Mc Keon - AUS
200 metros Medley 9 ago Katinka Hosszú - HUN Siobhan-Marie O'Connor
GBR
Madeline Dirado - USA
200 metros Borboleta 10 ago Miréia Belmonte Garcia - ESP Madeline Groves - AUS Natsumi Hoshi - JAP
Revezamento 4x200 m Livre 10 ago ESTADOS UNIDOS AUSTRÁLIA CANADÁ
200 metros Peito 11 ago Rie Kaneto - JPN Yuliya Efimova - RUS Shi Jinglin - CHN
100 metros Livre 11 ago Simone Manuel - USA Penny Oleksiak - CAN Sarah Sjoström - SWE
200 metros Costas 12 ago Madeline Dirado - USA Katinka Hosszú- HUN Hilary Caldwell - CAN
800 metros Livre 12 ago Katie Ledecky - USA Jazmin Carlin - GBR Boglárka Kapás - HUN
50 metros Livre 13 ago Pernille Blume - DIN Simone Manuel - USA Aleksandra Gerasimenya
BIE
Revezamento 4x100 m Medley 13 ago ESTADOS UNIDOS AUSTRÁLIA DINAMARCA


Eventos da Natação

O primeiro conjunto acima mostra o interior do Centro Aquático Olímpico, Palco das Provas de Natação do RIO 2017. O segundo conjunto mostra a premiação
do Revezamento 4x100 Medley Feminino realizado em 13 de agosto, a Medalha de Ouro ficando para os Estados Unidos, a Medalha de Prata para a Austrália
e a Medalha de Bronze para a Dinamarca.

Acima o primeiro conjunto mostra a premiação dos 200 metros Costas Feminino no dia 12 de agosto com a Medalha de Ouro para Madeline Dirado dos Estados Unidos,
a Medalha de Prata para Katinka Hosszú da Hungria e a Medalha de Bronze para Hilary Caldwell do Canadá.

O segundo conjunto mostra as premiações: dos 200 metros Borboleta Feminino no dia 10 de agosto com Medalha de Ouro para Mireia Belmonte Garcia da Espanha,
Medalha de Prata para Madeline Groves da Austrália e Medalha de Bronze para Natsumi Hoshi do Japão; os 100 metros Borboleta Feminino no dia 7 de agosto com
Medalha de Ouro para Sarah Sjoström da Suécia, Medalha de Prata para Penny Oleksiak do Canadá e Medalha de Bronze para Dana Vollmer dos Estados Unidos e
apresenta também a comemoração das nadadoras americanas por vencerem a prova do Revezamento 4x200 metros Livre Feminino no dia 10 de agosto com as nadadoras
Katie Ledescky, Madeline Dirado, Leah Smith e Alisson Schmitt.

O primeiro conjunto mostra: a premiação da prova 100 metro Peito no dia 7 de agosto com os vencedores: Medalha de Ouro para Adam Peaty - GBR, Medalha de Prata
para Cameron van der Burgh - RSA e Medalha de Bronze para Cody Miller - USA e a Prova Final de 200 metros Borboleta dia 9 de agosto vencida por Michael Phelps.

O segundo conjunto mostra a premiação da Prova de 200 metros Borboleta vista ao lado com a Medalha de Ouro para Michael Phelps - USA, a Medalha de Prata para
Massato Sakai - JPN e Medalha de Bronze para Tamás Kenderesi - HUN. Na foto pode se ver o filho de Michael Phelps no colo da mãe com a avó ao lado.

Os dois conjuntos mostram a Prova Final dos 100 metros Borboleta Masculino no dia 12 de agosto, a primeira com a execução da Prova na qual Michael Phelps comemorou
o recebimento de sua última Medalha Individual ganha em Olimpíadas, uma vez que ele se despediu de Jogos Olímpicos no RIO 2016, mas ele recebeu ainda o Medalha de
Ouro na Prova de Revezamento 4x100 metros Medley Masculino ganha pelos Estados Unidos, como mostra o conjunto abaixo.

O segundo mostrando a premiação da Prova com a Medalha de Ouro para Joseph Schooling - SIN e a Medalha de Prata para três nadadores que chegaram rigorosamente
juntos: Michael Phelps - USA; Chad le Clos - RSA e László Cseh - HUN, fato inédito em Olimpíadas.

O primeiro conjunto mostra a Prova Final do Revezamento 4x100 Livre Masculino no dia 7 de agosto com a vitória da Equipe dos Estados Unidos e a comemoração de
seus componentes: Michael Phelps, Ryan Lochte, Conor Dwyer e Townley Haas.

O segundo conjunto mostra a premiação do Revezamento 4x100 Medley Masculino no dia 13 de agosto com a Medalha de Ouro ficando para os Estados Unidos que
conseguiu quebrar o Recorde Olímpico com 3min27s95 com a equipe formada por Ryan Murphy, Cody Miller, Michael Phelps e Nathan Adrian, Medalha de Prata
para a Grã-Bretanha e a Medalha de Bronze para a Austrália. A equipe dos Estados Unidos fez uma homenagem de agradecimento ao RIO 2016. Final inesquecível.


RIO 2016 - REGIÃO DA BARRA DA TIJUCA Basquetebol e Handebol Judô e Lutas Olímpicas Esgrima e Taekwando Ginástica Artística Ginástica Rítmica
Ginástica de Trampolim
Natação
Nado Sincronizado Polo Aquático
Saltos Ornamentais
Ciclismo de Pista
Tênis e Golfe
Levantamento
de Peso e Boxe
Tênis de Mesa
Badmington
Atletismo - Marcha Atlética
Ciclismo de Estrada



Retorna à página JOGOS OLÍMPICOS - RIO 2016
Retorna ao início da página