D. João VI no Rio O Rio de Janeiro
Joanino
Pranchas de Jean Baptiste
Debret
Comemoração dos 200
Anos da Chegada de D. João
VI ao Rio de Janeiro

D. JOÃO VI NO RIO

PRANCHAS DE JEAN BAPTISTE DEBRET



Aclamação de D. João VI no Paço Real em 1816


sua direita encontram-se os príncipes D.Pedro e D.Miguel. À direita, perto da balaustrada, perceve-sea tribuna ocupada pela Família Real e na qual as damas de honra, de pé, formam a segunda fila. As personagens estão colocadas na seguinte ordem: a Rainha, ocupando o lugar mais próximo do trono; a Princesa Real Leopoldina; Da. Maria Isabel; Da. Maria Teresa; Da. Isabel Maria; Da. Maria Francisca e Da. Maria Benedita, viúva do príncipe D. José e tia do Rei. Esta cerimônia consagrou a Resolução Real transportando para o Brasil a sede da realeza portuguesa até 22 de abril de 1821, dia do regresso do Rei a Portugal. "

Prancha 37 do Livro Viagem Pitoresca e Histórica do Brasil, de Jean Baptiste Debret, Tomo II, página 286.


Retorna ao Início da Página



Vista do Largo do Paço na Aclamação de D. João.


"Com a morte de Dona Maria I em 1816, D. João era o legítimo herdeiro do trono, mas precisava obter a ratificação da Regência de Lisboa e da anuência das grandes potências européias, dele separadas por duas mil léguas, por isto somente em 6 de fevereiro de 1818, se realizou no Rio de Janeiro o Ato de Aclamação solene do novo Rei D. João VI. O quadro reproduz o momento em que D. João aparece no balcão para mostrar-se ao povo e receber as primeiras homenagens antes da realização do Te Deum na Capela Imperial com o qual terminava a cerimônia de Aclamação".

Prancha 38 do Livro Viagem Pitoresca e Histórica do Brasil, de Jean Baptiste Debret, Tomo II, página 288.


Retorna ao Início da Página



Aclamação de D. Pedro I no Campo de Sant'Anna em 12 de outubro de 1822


"Na primeira fila encontra-se o Imperador e à sua esquerda o Presidente do Senado da Câmara, José Clemente Pereira, o procurador da mesma corporação e o porta-estandarte, que faz uma saudação com a nova bandeira ornada com as armas do Império. À direita do Imperador e um pouco para trás, encontra-se a Imperatriz e atrás dela o Capitão da Guarda segurando nos braços a jovem Alteza Imperial Da. Maria da Glória".

Prancha 47 do Livro Viagem Pitoresca e Histórica do Brasil, de Jean Baptiste Debret, Tomo II, página 321.


Retorna ao Início da Página



Coroação de D. Pedro I - Imperador do Brasil, na Capela Imperial


direita do quadro, D Pedro, em grande uniforme imperial, com a coroa à cabeça e o cetro na mão, acha-se sentado no trono, recebendo o juramento de fidelidade prestado em nome do povo pelo Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Lúcio Soares Teixeira de Gouveia. À esquerda do quadro vê-se, de pé a Imperatriz Leopoldina com sua filha Da. Maria da Glória".

A Coroação de D. Pedro I reproduziu rituais das Monarquias européias nas quais o regime do Governo do Brasil se inspirou.

Prancha 48 do Livro Viagem Pitoresca e Histórica do Brasil, de Jean Baptiste Debret, Tomo II, página 324.


Retorna ao Início da Página



Cenas de Carnaval


Prancha 33 do Livro Viagem Pitoresca e Histórica do Brasil, de Jean Baptiste Debret, Tomo I, página 299.



Retorna à página D. JOÃO VI NO RIO
Retorna ao início da página